RIO DAS PEDRAS

sexta-feira, 28 de junho de 2013 |

EDITORIAL

ADMINISTRAÇÃO JULIO CESAR: SEIS MESES DESPERDIÇADOS  E DECEPÇÃO DA POPULAÇÃO 

ESTAMOS COMPLETANDO SEIS MESES DA NOVA ADMINISTRAÇÃO NA CIDADE DE         RIO DAS PEDRAS E APESAR DAS VÁRIAS PROMESSAS O GOVERNO ESTÁ IMOBILIZADO, NADA DE PRÁTICO FOI PRODUZIDO.

AO QUE PARECE E PELAS CONVERSAS QUE CORREM PELA CIDADE DOÇURA, HÁ UMA GRANDE INSATISFAÇÃO DO POVO QUE SE SENTE ENGANADO, ORA PELAS PROMESSAS DE CAMPANHA, COMO POR EXEMPLO, REDUZIR O QUADRO DE COMISSIONADOS E NA PRÁTICA O QUADRO FOI DUPLICADO COM SALÁRIOS MAIORES; ORA NOS SONHOS DO MANDATÁRIO EM REALIZAR OBRAS MIRABOLANTES CUJO VALOR É ALTÍSSIMO, SÓ PARA CITARMOS ALGUMAS: DUPLICAÇÃO DA RODOVIA QUE LIGA RIO DAS PEDRAS A RODOVIA QUE LIGA PIRACICABA/TIETÊ, RECAPEAMENTO DA RODOVIA QUE LIGA RIO DAS PEDRAS A RODOVIA DO AÇÚCAR, CONSTRUÇÃO DE ESCOLAS, CRECHES, CONSTRUÇÃO DE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE E OUTROS SONHOS E DEVANIOS (PARA USAR UM EUFENISMO).

O PODER PÚBLICO SEQUER CONSEQUE CUIDAR DA CIDADE (LIMPEZA, TAPA BURACOS, SAÚDE E OUTROS SERVIÇOS BÁSICOS), NÃO DEVERIA VIR A PÚBLICO PROMETER OBRAS DE GRANDES VALORES.

O QUE SE OBSERVA NA PRÁTICA É QUE QUANDO NOSSO MANDATÁRIO É COBRADO SUA DESCULPA É SEMPRE A MESMA, A HERANÇA DEIXADA PELA ADMINISTRAÇÃO PASSADA, ATÉ QUANDO ELE VAI VIVER DESTA DESCULPA, NUM DETERMINADO MOMENTO DEVERÁ ASSUMIR O ÔNUS DE SUA ADMINISTRAÇÃO.
O QUE NÃO REVELA É QUE SUA EQUIPE PARTICIPOU DA TRANSIÇÃO DE UM GOVERNO PARA OUTRO, PORTANTO, QUANDO ASSUMIU TINHA UMA RADIOGRAFIA DA SITUAÇÃO DO MUNICÍPIO.

O GOVERNANTE QUANDO ELEITO DEVE SABER QUE ELE E SUA EQUIPE DEVEM TER CRIATIVIDADE PARA ADMINISTRAR CRISES QUE PORVENTURA VENHAM PELA FRENTE. SE O PREFEITO SABENDO  DA SITUAÇÃO FINANCEIRA DA PREFEITURA, O SEU PRIMEIRO ATO FOI  ENVIAR UM PROJETO DE LEI PARA A CÂMARA DE VEREADORES AUMENTANDO SALÁRIOS, CRIANDO NOVOS CARGOS E QUASE DOBRANDO O NÚMERO DE COMISSIONADOS, NÃO DÁ PARA ENTENDER. A CÂMARA TAMBÉM É RESPONSÁVEL PELO QUE ESTÁ ACONTECENDO, POIS POR 8 VOTOS A FAVOR E UM CONTRA, APROVOU O PROJETO NA ÍNTEGRA, SEQUER SE PREOCUPANDO COM O IMPACTO ORÇAMENTÁRIO E COM A PROVÁVEL QUEDA NA ARRECADAÇÃO DO MUNICÍPIO.


ENFIM, VAMOS AGUARDAR OS PRÓXIMOS MESES DE ADMINISTRAÇÃO DESEJANDO QUE A ATUAL ADMINISTRAÇÃO SEJA EFICIENTE.